sábado, junho 13, 2009

Minhas escolhas afogam no mar as tristezas..


Ao contrário do que muitos imaginam, tudo (definitivamente tudo!!) pode ser reciclado.. Sou radical quanto ouço comentários do tipo "não tem mais volta", "é perda de tempo", "de que adianta" ou "isso me faz sofrer". Se não aprendemos a substituir pensamentos e lembranças ruins, seremos eternos candidatos ao sofrimento, angústia e depressão.. Para muitos, talvez, o caminho mais fácil.. Mas nunca o mais lúcido!

Comemorei o tal "Dia dos Namorados" com uma amiga.. Pra muitos, foi estranho. Pra mim, surpreendentemente divertido! Fomos ao cinema assistir "A mulher invisível", depois um jantar, saboreando comida chinesa e finalizando com um passeio pelo shopping. Garanto que muitos casais nem chegaram perto de tamanha cumplicidade!

Em casa, me preparando para um descanso merecido, revirei e-mail's antigos pela última vez. Encontrei-me num passeio pela praia, contemplanto o mar como um exímio pescador.. E mais uma vez tive a certeza de que tudo passa, de que tudo pode ser diferente, a partir de um pequeno esforço pessoal. E vale a pena, ahh como vale!

Um grande abraço a todos e o desejo de um ótimo final de semana!

6 comentários:

Tetê disse...

Bom final de semana pra vc
tb!


E se não reconhecemos que tudo na vida passa... passamos nós!


Em tempo:
nem todas as palavras podem ser ditas, nem nenhum amor pode ser contido.

Luna Sanchez disse...

Manoo,

Acho que precisamos ir além das palavras, que, muitas vezes, são superficiais.

Enquanto se sente que ainda pode ter jeito, por que não tentar, não é? Pintar de outra cor, encapar, desmontar para montar de um jeito diferente, enfim, as possibilidades são várias.

Mas, também, é importante reconhecer o fim do fim, que não precisa ser trágico e sofrido. Quando encarado com naturalidade, é só mais um ciclo que se fecha.

* O blog está cada vez melhor. Gosto muito de estar por aqui.

Beijos, bom fds, cuida-te.

Mélker Rúbio disse...

Realmente podemos mudar tudo em nossas vidas. Basta uma decisão de mudança e tudo se inverte. Esse texto falow bem fundo ao meu coração, parece que foi escrito pra mim.
muito obrigado...

parabéns pelo blog.

Rúbio.

Eduardo Aleixo disse...

Sim, mudar de olhar, abrir-se ao mundo, gostar de si próprio, sorrir para a criança que há em nós, aprender com a natureza...E o amor vem, de dentro para fora. Beijo

Teresa Azambuya disse...

A gente tem a força, o poder de decisão. Bom mesmo é quando descobrimos isso, sofrendo ou não, de forma a podermos mudar livremente o curso de nossas vidas.
Você sabe que estou aqui, sempre que precisar.
Obrigada pela visita ontem! Apareça mais vezes! (e desculpa por um guri gritão, que tava com muito sono, hehe)

Sandra disse...

Olá, quanto tempo, sempre lembro de você com muito carinho e tenho curiosidade para saber se está bem espero que sim, saiba que sempre acompanho seu blog. Um grande abraço.....